COSEMS/SC justifica nota ao governo em audiência com Ameosc e Amerios e nova comissão é criada para avaliar pandemia

Publicado em 23/07/2020 às 16:22 - Atualizado em 23/07/2020 às 16:27

Gestores municipais das regiões da Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina (Ameosc), da Associação dos Municípios do Entre Rios (Amerios) e membros dos Comitês de Crises de ambas as regiões se reuniram via webconferência na tarde desta quarta-feira (22), para debater a atual situação do coronavírus no Estado e discutir a responsabilidade sobre a tomada de decisões envolvendo as medidas restritivas.

O coordenador do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina (COSEMS/SC), Edson Medeiros, participou da reunião e esclareceu o documento enviado ao governador Carlos Moisés na semana passada, por meio do qual o COSEMS/SC solicitou que o Estado adote medidas mais restritivas para o isolamento social nas regiões de saúde.

“Queremos que esse posicionamento dos gestores, enquanto região de saúde, seja efetivo. Não podemos ter em uma região com 73 municípios, como é o grande oeste, ter decisões unilaterais. A fala foi no sentido de ampliar essa responsabilidade que é de todos. Nós, enquanto gestores de uma crise sem precedentes, precisamos estar cientes que a tomada de decisões tem que ser compartilhada e de todos”, menciona.

O presidente do COSEMS/SC, Alexandre Lencina Fagundes, também participou da reunião e destacou que o cenário da pandemia no Estado vem piorando e que Santa Catarina deve passar por períodos mais complicados nos próximos dias. “Teremos dias muito ruins pela frente, é isso que os dados apontam. Foi por isso que fizemos a alerta semana passada para o Estado. Os gestores devem formalizar, documentar todos os atos porque logo na frente talvez sejamos acionados a comprovar que fizemos tudo que estava ao nosso alcance”, destaca.

Fagundes ainda destacou que o Conselho acredita que o Estado esteja muito perto de atingir o ápice da curva de transmissão, o que deve ocorrer já nas próximas semanas. “É o cenário que lutávamos para que não acontecesse e parece que agora ele vai acontecer. O cenário não é bom, temos que sensibilizar os gestores para essa realidade. Sabemos da dificuldade do setor econômico, produtivo e da própria sociedade entender e acatar as normas de isolamento social, uso de máscaras e higiene das mãos, isso dificulta o processo, mas não podemos vacilar nesse momento porque é o pior momento”, declara.

O presidente da Ameosc, prefeito de São José do Cedro, Plínio de Castro, disse que apesar de não ter lido o documento, acredita que o mesmo foi mal interpretado e voltou a afirmar que a região tem acertado na tomada das decisões relativas a pandemia. “Acho que é hora de somarmos esforços, temos que buscar soluções em conjunto e é o que queremos. Falando em nome da Ameosc, solicitamos que a nossa região decida por nós mesmos naquilo que está dentro da nossa competência. Nós que estamos aqui nos municípios saberemos decidir melhor do que alguém que está a 700 km. Tenho convicção de que no âmbito da Ameosc estamos fazendo a lição de casa”, disse.

Castro acredita que é preciso pressionar o Estado para a instalação de mais leitos de UTI na região. “Por enquanto a situação está controlada por aqui, mas não sabemos até quando isso vai permanecer. Temos que deliberar para insistir com o estado para ampliar no mínimo mais 10 leitos de UTI”, menciona.

Após o debate, ficou definida a criação de uma Comissão no âmbito da Comissão de Intergestores Regionais (CIR) que irá se reunir por via online semanalmente para avaliação da situação de risco da região e possíveis recomendações emitidas a todos os prefeitos. A Comissão CIR Extremo Oeste ficou composta da seguinte forma:

Poder Executivo: Antônio Plínio de Castro Silva - Prefeito de São José do cedro, Jorge Felter Prefeito de Itapiranga, Wilson Trevisan - Prefeito de São Miguel do Oeste, Prefeito de Modelo Ricardo Maldaner e Prefeito de Saudades Daniel Kothe.

Exército Brasileiro: Coronel Alexandre Moliner

Polícia Militar: Tenente Coronel Marcelo de Wallau da Silva e Capitao Lisot

Polícia Civil: Wesley Almeida Andrade

Corpo de Bombeiros: Tenente Coronel Jorge Artur Cameu e Capitão Magrini

Ministério Público: Promotor Maycon Robert Hammes e Promotora Ana Laura

Defesa Civil: Cap BM Fabiano Cezar Galeazzi e Henrique Cocco

Profissionais da Saúde: Priscila Rodrigues Garrido, médica infectologista, Mauricio Piacentini medico da SMS de São Miguel do Oeste e Dr. Hugo Noal

Regional da Saúde de São Miguel do Oeste: Andréia Lopes

COSEMS: Cinara Maria Lize Saggioratto e Dirceu Perondi.

Hospital Regional Terezinha Gaio Basso: Jeferson Gomes

Secretários Municipais de Saúde: Débora Cristina Prevedello de Palma Sola, Miriane Sartori de Maravilha, Geni Girelli de São Miguel do Oeste, Daiane Dorigon de Guaraciaba, Daiane Teixeira de São Miguel da Boa Vista e Marla Sutil de Saltinho.

Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina – AMEOSC Airtom Fontana e Associação dos Municípios do Entre Rios – AMERIOS Fabiane Galera

Representantes dos Conselhos Municipais de Saúde- Presidente C.M.S de Palma Sola Rafaela Tres e Carmem Dutra de São Miguel da Boa Vista.

Assessoria Jurídica: Arnildo Luiz Kollet e Edina Spironello.