Parceria entre Ameosc e Udesc viabiliza 4,8 mil protetores faciais aos 19 municípios e reflete em economia de R$ 109 mil

Publicado em 18/06/2020 às 10:18 - Atualizado em 18/06/2020 às 10:18


Créditos: Cássia Santos | Ascom Prefeitura de São José do Cedro Baixar Imagem

Uma parceria entre a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e a Associação dos Municípios do Extremo Oeste (Ameosc) resultou na fabricação de 4,8 mil face shields (protetores faciais) utilizados pelos profissionais da saúde na linha de frente de combate ao Coronavírus. Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) serão doados às instituições de saúde dos 19 municípios abrangidos pela Associação.

Os protetores foram fabricados pelo Centro de Educação Superior do Oeste (CEO) da Universidade, após a aquisição dos materiais em parceria entre a Ameosc e a Udesc. O presidente da Ameosc, prefeito de São José do Cedro, Plínio de Castro, reforça que a iniciativa visa minimizar os riscos de transmissão da Covid-19 no Extremo Oeste, além de garantir proteção aos profissionais dentro dos hospitais.

“A entrega desses protetores faciais pela Ameosc, distribuindo proporcionalmente a todos os municípios da nossa região, é o resultado de um grande esforço e de vários atores em benefício do serviço público para proteção, especialmente dos nossos profissionais, o que nós precisamos garantir”, explica.

Castro salienta que a parceria entre Ameosc e Udesc reflete em uma economia de mais de R$ 20 em cada unidade de protetor facial. Ao todo, a economia é de quase R$ 110 mil aos cofres públicos da região. “Na distribuição desses 4,8 mil protetores faciais para os municípios da Ameosc, nós tivemos uma economia de R$ 109 mil. Isso é muito significativo para os cofres públicos, uma vez de que pela licitação do nosso consórcio municipal nós estávamos pagando R$ 23,75 cada protetor facial e aqui está custando para nós menos de R$ 1 cada um”, declara.

Em São José do Cedro, a entrega dos EPI’s foi realizada na manhã desta quarta-feira (17). Segundo o presidente e prefeito, Plínio de Castro a economia no município chega a R$ 9 mil. “Estamos recebendo no dia de hoje 370 protetores faciais, que vão dar mais segurança para os nossos profissionais que estão na linha de frente do Covid-19. Ficamos muito felizes por esta ação, especialmente pela participação da nossa instituição”, finaliza.

Os suportes de cabeça foram doados pela Associação Brasileira da Indústria de Ferramentas (Abinfer), enquanto 125 placas de polietileno tereftalato de etileno glicol (Petg) foram doados pela Ameosc. O corte das placas foi realizado pela empresa Rotoplast Ind. de Climatizadores Ltda, de Maravilha. O Ministério Público de São Miguel do Oeste foi parceiro da iniciativa.